Contra a PF, ministro do STF autoriza Lula ser entrevistado apenas por dois veículos

Vinicius Cordeiro e Felipe Harmata - BandNews FM Curitiba


Ricardo Lewandowski, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou, nesta quinta-feira (25) apenas a Folha de S. Paulo e o El País a entrevistarem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Lula deve receber Mônica Bergamo e Florestan Fernandes na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, nesta sexta-feira (26) para conceder sua primeira entrevista desde que foi preso, no dia 7 de abril do ano passado.

“a decisão da Corte restringe-se exclusivamente aos profissionais da imprensa supra mencionados, vedada a participação de quaisquer outras pessoas, salvo as equipes técnicas destes, sempre mediante a anuência do custodiado”, declarou no despacho.

A decisão do ministro atende a defesa do petista, que entrou com pedido no STF para que seja garantido a Lula o direito dele escolher a quais veículos de imprensa ele vai conceder ou não entrevista. Isso aconteceu depois da Polícia Federal (PF) autorizar,  mediante credenciamento, jornalistas de outros meios para acompanhar a entrevista de amanhã.

A ideia da PF era que esses outros jornalistas fizessem uma espécie de plateia, fazendo perguntas apenas se Lula autorizar. A quantidade de jornalistas que vão poder assistir a entrevista iria depender da logística interna da PF e também da segurança institucional.

Entretanto, agora apenas a Folha de S. Paulo e o El País, que entraram na Justiça há oito meses para entrevistar Lula na prisão, foram autorizados.

Leia também: Bolsonaro assina decreto que extingue horário de verão

RELEMBRE

Na semana passada, o ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STFrevogou a decisão do ministro Luiz Fux, de setembro do ano passado, de proibir Lula à conceder entrevistas. em setembro ano passado.

NOTA

A assessoria de imprensa do ex-presidente Lula chegou a emitir uma nota em que considerou que a decisão da Polícia Federal de colocar uma plateia de jornalistas na entrevista desrespeita o STF, que deu a Lula o direito de conceder entrevistas. Para a assessoria de Lula, a decisão da PF desrespeita o trabalho dos jornalistas da Folha de São Paulo e do El País, que há oito meses buscaram autorização na Justiça para a entrevista.

Para a assessoria de Lula a decisão também viola a decisão do Supremo de que as entrevistas devem acontecer com a anuência do ex-presidente. A assessoria de Lula também considera que a decisão desrespeita os jornalistas ao permitir que profissionais de outros veículos assistam entrevistas exclusivas para outras publicações e que publiquem antes uma entrevista pela qual os outros veículos lutaram na justiça por meses para conseguir.

LEIA TAMBÉM

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="615251" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]