Defesa de Pepe Richa pede que processo da Lava Jato seja enviado à Justiça Eleitoral

Felipe Harmata - BandNews FM Curitiba e Ana Flavia Silva - BandNews FM Curitiba

A defesa de Pepe Richa, irmão do ex-governador do Paraná Beto Richa, pediu que o processo a que ele responde na Justiça Federal do Paraná seja enviado à Justiça Eleitoral.

Pepe Richa é réu na Operação Integração, derivada da Operação Lava Jato, que investiga corrupção nos contratos de pedágio no Paraná. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal dos crimes de organização criminosa e corrupção passiva.

O pedido foi feito na sexta-feira (15), um dia depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que crimes eleitorais cometidos em conexão com outros crimes, como corrupção e lavagem de dinheiro, devem ser enviados à Justiça Eleitoral.

Justiça Eleitoral ficará responsável por processos da Lava Jato que envolvem caixa dois
Moro: Justiça Eleitoral não tem estrutura para julgar crimes complexos


A defesa de Pepe Richa cita uma fala de plenário do ministro Marco Aurélio em que ele diz que compete à Justiça Eleitoral julgar os crimes eleitorais e os comuns que lhe forem conexos.

Para a defesa dele, a denúncia relaciona os supostos atos de Pepe Richa com crimes que estariam previstos na legislação eleitoral, como a omissão ou declaração falsa em documentos eleitorais ou para fins eleitorais.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook