Defesa de Lula pede suspensão de multa relacionada ao caso triplex

Redação

lula defesa multa

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu, nesta segunda-feira (7), a suspensão da cobrança da multa e da reparação de danos relacionadas ao caso do triplex do Guarujá. Os valores, somados e corrigidos em setembro, chegam a R$ 4,9 milhões.

O advogado Cristiano Zanin Martins argumentou à Justiça Federal que os bloqueios impostos ao petista são suficientes para arcar com a multa e a reparação de danos, caso a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro seja mantida pelos tribunais superiores.

Além disso, os advogados de Lula pedem a suspensão da cobrança até o trânsito em julgado, ou seja, até que não haja mais recursos disponíveis para a defesa.

Na ação penal relacionada ao triplex do Guarujá, no litoral paulista, o ex-presidente foi denunciado por receber propina da OAS em troca de benefícios concedidos à construtora em contratos com a Petrobras.

A execução provisória foi determinada após a confirmação da condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

A sentença foi corrigida pelo STJ(Superior Tribunal de Justiça), que tornou a punição mais branda – a pena passou de 12 anos e 1 mês para 8 anos e 10 meses de prisão. Restam recursos ao STF, além de habeas corpus em julgamento que pedem a suspeição.

PRESO

Lula foi preso no dia 7 de abril de 2018, quando se entregou à Polícia Federal em São Paulo e acabou transferido para Curitiba após ser condenado, em segunda instância, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo relacionado ao triplex do Guarujá.

Além disso, Lula também já foi condenado em primeira instância em uma ação penal que tratava sobre propinas pagas por meio de reformas de melhoria em um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo.

Previous ArticleNext Article