Definido nome para subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil

Débora Brito - Repórter da Agência Brasil

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, definiu nesta sexta-feira (23) o nome de Jorge Antônio de Oliveira Francisco para assumir a Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República. Em nota, a assessoria de Bolsonaro informou que Oliveira é especialista em Direito Público, Gestão de Segurança Pública e em Assessoria e Consultoria Parlamentar.

Oliveira se formou em 1992 no Colégio Militar de Brasília e serviu por mais de 20 anos na Academia de Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal. Conhecido como SAJ, o departamento é um dos mais importantes do Palácio do Planalto pela prerrogativa de assessorar o presidente da República na elaboração, redação e tramitação de atos normativos, como medidas provisórias, projetos de lei e decretos.

O militar se especializou em legislação de trânsito, ambiental, direitos humanos e direito internacional humanitário. Oliveira também é formado em Direito e, em 2013, foi transferido para a reserva onde iniciou a atividade de advocacia, consultoria e assessoria jurídica.

O advogado atuou no Congresso Nacional desde 2003 como Assessor Parlamentar da PMDF, Assessor Jurídico no gabinete de Bolsonaro e também com Chefe de Gabinete e Assessor Jurídico do Deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito. É especialista em Direito Público, specialista em Gestão de Segurança Pública e especialista Docente em Assessoria e Consultoria Parlamentar.


Nessa quinta-feira (23), a indicação já era dada como certa no Palácio do Planalto. Durante evento que contou com a presença do presidente Michel Temer, o atual subchefe do setor, Gustavo do Vale Rocha, cumprimentou Oliveira e adiantou sobre o avanço das conversas entre as gestões atual e futura. “Tenho aqui a alegria de ter o doutor Jorge Oliveira, que será o novo SAJ a partir do ano que vem. Já estamos conversando para que a transição se dê da melhor forma possível”, disse.

Aplicativo Legis
Gustavo Rocha, que também é ministro dos Direitos Humanos, elogiou o fato de participar da cerimônia de lançamento do Aplicativo Legis ao lado de outros três ex-ocupantes do cargo: o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Ives Gandra Martins Filho, e dos ministros do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes e Dias Toffoli, atual presidente da corte.

“Dr. Jorge, muito obrigado pela presença, seja bem-vindo […]. O grande diferencial do nosso aplicativo é justamente ele ser atualizado diariamente. E aqui já, doutor Jorge, a missão para o senhor na próxima gestão, esse aplicativo, se a gente acessar hoje, já estão os atos assinados ontem pelo presidente no campo chamado resenha, além de você poder usar de forma offline”, explicou ainda.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook