Em vídeo, Dallagnol defende Operação Lava Jato de “imenso ataque”

Vinicius Cordeiro

deltan dallagnol

Procurador da República e coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol postou um vídeo na tarde desta segunda-feira (10) para falar sobre o que classificou como “imenso ataque” à Operação Lava Jato.

Neste domingo (9), o site The Intercept Brasil publicou reportagens com supostas mensagens entre Dallagnol e Sergio Moro, atual ministro da Justiça e ex-juiz federal, pelo Telegram. Os diálogos mostram, por exemplo, Moro interferindo na operação, questionando ações da procuradoria e Dallagnol revisando o caso do tríplex do Guarujá, que resultou na condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“É normal que procuradores conversem com o juiz mesmo sem a presença da outra parte. O que deve se verificar é se existiu quebra de imparcialidade. E a imparcialidade na Lava Jato é confirmada por muitos fatos”, argumentou Dallagnol no primeiro trecho do vídeo.

“Centenas de pedidos feitos foram negados pela Justiça, 54 pessoas acusadas foram absolvidas pelo ex-juiz federal Sergio Moro. Recorremos centenas de vezes contra decisões judiciais, o que mostra não só que o juiz não acolheu o que o Ministério Público queria como que o MP não se submeteu ao entendimento da Justiça”, completou.

Além disso, Deltan também reforçou a ideia que os ataques foram originados de uma ação criminosa de um hacker, que será investigado.

“Nós da Lava Jato nunca caminhamos com a lógica de que os fins justificam os meios. Essas acusações feitas não procedem e a origem delas está ligado ao ataque criminoso realizado. Lamentamos profundamente por isso. Vamos ouvir as críticas feitas pela sociedade e aperfeiçoar nossa atuação”,

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

Dallagnol também declarou que afirmar que a Operação Lava Jato é partidária é uma teoria da conspiração. Segundo ele, não há base na realidade acusar qualquer funcionário da operação em prejudicar lado A ou B.

“A Lava Jato é contra a corrupção, seja de quem ela for. 15 procuradores atuam na Lava Jato só em primeira instância em Curitiba. Grande parte dessa equipe foi formada antes de ter ideia onde a Lava Jato iria chegar”, defendeu.

ATAQUES CIBERNÉTICOS

Também nesta segunda-feira, o MPF informou, por meio de nota, que há uma investigação em curso para apurar uma suposta invasão e clonagem de aparelhos celulares e contas em aplicativos de comunicação instantânea dos procuradores e demais envolvidos nas investigações da Operação Lava Jato.

“Pelo menos desde abril os procuradores da força-tarefa vêm sendo atacados, portanto, muito antes das notícias de ataques veiculadas na última semana”, diz a nota. Segundo o MPF, o hacker teria também sequestrado identidades de procuradores e jornalistas em conversas com terceiros “no propósito rasteiro de obter a confiança de seus interlocutores e assim conseguir mais informações”.

A Procuradoria-Geral da República determinou a instauração de um procedimento administrativo para acompanhar a apuração dos ataques cibernéticos. As investigações ainda não foram concluídas.

CASO LULA

Depois disso, o procurador avalia a discussão sobre as provas de um dos casos mais emblemáticos da Lava Jato, o caso tríplex do Guarujá onde Lula acabou tendo sua primeira condenação, sendo julgado por Moro em primeira instância. A condenação foi mantida pelo Tribunal Reginal Federal da 4ª Região (TRF4) e pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Sua pena está determinada em 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão.

“O Ministério Público só efetuou uma acusação criminal quando as provas são robustas. Antes da acusação, o MP revisa, submete à intensa crítica, analisa e reanalisa fatos e provas para não oferecer uma acusação frágil ou de forma injusta contra o investigado. Tanto eram robustas que nove julgadores, em três instâncias diferentes, concordaram com as provas e condenaram Lula”, completou.

O petista está detido na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde abril do ano passado.

Veja o vídeo na íntegra:

Previous ArticleNext Article