Ex-assessor de Soldado Adriano José denuncia esquema de rachadinha

Redação

soldado adriano josé, rachadinha, corrupção, alep, assembleia legislativa do paraná, gaeco, sargento fahur

Um ex-assessor do deputado estadual Soldado Adriano José (PV) denunciou às autoridades um suposto esquema de rachadinha no gabinete do parlamentar, que já foi vice-líder de Ratinho Junior (PSD) na Alep (Assembleia Legislativa do Paraná). A investigação corre em sigilo no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

Em entrevista ao Umuarama News, o ex-assessor afirmou que, além de devolver parte dos salários enquanto ocupava o cargo de chefe de gabinete, também presenciou um esquema de funcionários fantasmas e de desvios de verbas parlamentares. Segundo o denunciante, notas fiscais frias eram apresentadas para ressarcir cotas de combustível.

Eleito em 2018, na esteira da “nova política” e com bandeiras contra a corrupção, o deputado Soldado Adriano José (PV) ganhou o apoio de Sargento Fahur, o candidato mais votado do Paraná para a Câmara dos Deputados, em Brasília.

Pelas redes sociais, o deputado estadual negou as acusações e disse que é vítima de perseguição. Adriano José cita um inquérito da Polícia Civil no qual o ex-assessor que denuncia o suposto esquema de rachadinha foi indiciado por ataques digitais. “Um ano e meio depois das investigação, o Nuciber chegou à conclusão de que sou vítima, e ele é acusado pelo crime de difamação (art. 139) e injúria (art. 140)”, disse o Soldado Adriano José.

Segundo a apuração da Band Maringá, o ex-assessor se aproximou de Adriano José pelo vínculo que já tinha com Sargento Fahur, padrinho político do militar. Ele trabalhou na campanha de 2018 e depois assumiu o cargo de chefe de gabinete.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa do deputado Soldado Adriano José afirma que o parlamentar não foi intimado pelo Ministério Público ou notificado pela Justiça sobre procedimentos que envolvam a apuração do suposto esquema de rachadinha. Que o deputado “está se inteirando da situação” e que está disposto a colaborar com a apuração.

*Com informações da Band Maringá

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="790408" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]