Deputados aguardam esclarecimentos sobre dívida do Athletico em relação à Arena

Vinicius Cordeiro

arena da baixada deputados Curitiba

A dívida do Athletico em relação à Arena da Baixada é tema de discussão entre, pelo menos, seis deputados estaduais. Mabel Canto (PSC), Delegado Jacovós (PR), Luiz Fernando Guerra Filho (PSL), Anibelli Neto (MDB), Boca Aberta Junior (PRTB) e Homero Marchese (PROS) enviaram um requerimento para esclarecer os valores da dívida do clube rubro-negro.

O documento chegou ao secretário da Fazenda do Paraná, Renê de Oliveira Garcia Júnior, no dia 26 de junho. Isso quer dizer que a pasta tem até a próxima sexta-feira (26) para emitir as respostas das três questões levantadas pelo grupo. Procurada pela reportagem, a secretaria confirmou o recebimento e manifestou que está trabalhando na resposta do ofício. Além disso, disse que há possibilidades dos esclarecimentos serem enviados aos deputados antes mesmo do último dia.

Os deputados querem saber qual a obrigação do Tesouro Estadual no acordo feito entre a prefeitura de Curitiba, o governo do Paraná e o Furacão. O convênio tripartite chama a atenção do grupo, que também solicitou o valor oficial da dívida do Athletico. Por fim, também foi requerida a situação dos pagamentos (se estão sendo pagos) e qual a forma do pagamento estipulada.

De acordo com a apuração da reportagem, circulam informações que a gestão estadual não estaria cumprindo seus deveres.

QUESTÃO IGNORADA

“Quando o secretário esteve na Assembleia, eu já havia perguntando sobre essa dívida entre Estado e Athletico. Ele não soube responder a indagação. Então formulamos esse pedido para tentar entender a situação financeira”, disse a deputada Mabel Canto.

Segundo ela, os deputados vão se reunir para analisar os dados que serão passados. Além disso, Mabel ressaltou que todos vão acompanhando a ação judicial que já existe. “Essas dívidas acabam deixando o estado em uma situação bem complicada”, completa a deputada.

O processo, na 4.ª Vara de Fazenda Pública de Curitiba, é uma tentativa do Athletico em provar que o gasto das obras foram acima dos R$ 184,6 milhões. Com isso, o intuito do clube é dividir o dinheiro emprestado pela Fomento Paraná (R$ 291 milhões) para a conclusão do estádio. O caso pode resultar na penhora da Arena da Baixada.

ATHLETICO

De acordo com o balanço financeiro do Athletico, o clube deve R$ 430 milhões ao Fundo de Desenvolvimento Estadual. O valor é referente ao financiamento do estádio, palco de Curitiba durante a Copa do Mundo em 2014. O valor é a soma da dívida de curto e longo prazo.

Em nota, o clube respondeu que não se pronunciará sobre o requerimento dos deputados.

Previous ArticleNext Article