Doação de R$ 75 milhões de usuária do Bolsa Família foi erro de digitação

Narley Resende


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) admitiu nesta terça-feira que pode estar errada a informação de que um beneficiário do Bolsa Família doou R$ 75 milhões para a campanha eleitoral este ano. O valor real dessa doação foi de R$ 75. O tribunal informou que o erro teria sido da própria candidata ao digitar os valores na prestação de conta. Os números que seguem o “75” são os mesmos do CPF da candidata.

De acordo com a assessoria do TSE, os destaques de irregularidades são apenas reproduções do que os candidatos informaram e a responsabilidade pelo erro é de quem prestou contas à Justiça.

A candidata beneficiária do Bolsa Família, Maria Geni do Nascimento (PDT), de 56 anos, concorreu a uma vaga de vereadora em Santa Cruz da Baixa Verde, cidade de 12 mil habitantes no sertão de Pernambuco, e não se elegeu.

Ela é agricultora e recebeu uma única doação, de R$ 75, do estudante universitário Pedro Henrique da Silva. Ela obteve apenas 13 votos e ficou 55ª lugar, entre 68 candidatos.

A assessoria do TSE informou ao Paraná Portal que vai entrar em contato com a agricultora para depois publicar uma nota corrigindo a informação.

CPF

No site da Tribunal Superior Eleitoral, que não havia sido atualizado até a amanhã desta quarta-feira, Geni aparece ter recebido a receita, de doação, de exatos R$ 75.000.844,36. Conforme apurou o Globo, esses cinco últimos dígitos são exatamente os números finais do CPF do doador: 107.191.844-36.

Prestação de contas da candidata
Prestação de contas da candidata no site do TSE
Reprodução / Notícias TSE
Reprodução / Notícias TSE

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="392261" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]