Política
Compartilhar

Doria afirma que reunião ministerial demonstra desprezo pela nação

Chamado de "bosta" pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, durante reunião ministerial, o governador de São Paulo,..

Jorge de Sousa - 22 de maio de 2020, 20:02

Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress
Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress

Chamado de "bosta" pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, durante reunião ministerial, o governador de São Paulo, João Doria, disse que o conteúdo divulgado do encontro demonstra "desprezo pela nação" dos envolvidos.

"Eles querem a nossa hemorroida. "Esse bos** do governador de SP. Esse estrume do Rio. O b**** do prefeito de Manaus abrindo covas coletivas", disse Bolsonaro durante a reunião ministerial.

Doria utilizou suas redes sociais para comentar o conteúdo da reunião ministerial -divulgado quase na íntegra nesta sexta-feira (22) pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Celso de Mello.

"O Brasil está atônito com o nível da reunião ministerial. Palavrões, ofensas e ataques a governadores, prefeitos, parlamentares e ministros do Supremo, demonstram descaso com a democracia, desprezo pela nação e agressões à institucionalidade da Presidência da República", pontuou Doria.

O governador de São Paulo também citou que é "lamentável o exemplo em meio a maior crise de saúde da história do país e diante de milhares de vítimas".

Nesta sexta-feira o Brasil ultrapassou pelo terceiro dia seguido a marca de 1 mil mortes pelo novo coronavírus, com mais de 21 mil pessoas tendo morrido pela doença desde março.

Outros políticos ofendidos por Bolsonaro, como o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, não lançaram manifestações sobre o ocorrido.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que foi o responsável por realizar a denúncia que causou a divulgação do vídeo, também não se manifestou em suas redes sociais.

Já o presidente Bolsonaro postou apenas um de seus lemas de campanha "Brasil acima de tudo".