Doze ministros de Temer receberam doações de empresas investigadas na Lava Jato

Andreza Rossini


Empresas envolvidas no esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, doaram dinheiro para a campanha eleitoral de 12 dos 13 ministros nomeados pelo presidente interino, Michel Temer (PMDB), que se candidataram a algum cargo eletivo em 2014. O único a não receber doação foi o ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira, segundo reportagem divulgada neste domingo (15), pelo jornal Estado de S.Paulo. 

O maior beneficiado é Henrique Eduardo Alves (PMDB), que declarou ter recebido um total de R$ 7,8 milhões das empresas acusadas ou investigadas na Lava Jato, à justiça federal, ainda de acordo com a matéria do Estado de S.Paulo. As doações foram feitas principalmente pela Odebrecht e Queiroz Galvão.

Previous ArticleNext Article