“É burro afirmar que todo político é corrupto”, diz procurador da força tarefa Lava Jato

Alexandra Fernandes

O procurador da República Deltan Dallagnol, durante palestra em Curitiba, disse que alegar que todos os políticos são corruptos mancha a honra dos honestos e impede a população de seguir no caminho da democracia. ” É burro afirmar que todo político é corrupto. Isto impede que o cidadão de bem queira entrar para a política. A única forma que combater a corrupção é com a democracia, e por isso a população tem que se envolver na política.” disse Dallagnol.

Durante o diagnóstico da Operação Lava Jato feito no Congresso de Macrocriminalidade e Combate à Corrupção, nesta segunda-feira (13), Deltan apontou que as investigações da força tarefa avançaram por conta do modelo proposto baseado em acordos de cooperação internacional, delações premiadas que levaram a descoberta do esquema político-partidário.

Para o magistrado, as propinas levaram a um ciclo de políticos corruptos no poder, já que durante as investigações ficou evidenciado o financiamento de campanhas eleitorais com dinheiro dos esquemas. “As propinas turbinam as campanhas e fazem qualquer político parecer um anjo nos vídeos. Estes desvios de dinheiro alavancam os corruptos no poder, já que inúmeros estudos apontam que campanhas eleitorais grandiosas aumentam as chances do político ser eleito.” disse Dallagnol.

Vai ter um antes e depois da lava jato

Deltan Dallagnol diz acreditar que a Operação Lava Jato é estratégica no combate a corrupção e vai trazer um antes e um depois, desde que os desdobramentos sejam dados. “Nós da Lava Jato nos sentimos como médicos, que fizeram o diagnóstico e recomendaram o tratamento. Agora é necessário um próximo passo: o tratamento por si só. É cumprir as leis.”


O procurador alegou que o projeto Anticrime oferecido pelo Ministro Sérgio Moro é o primeiro pacote “robusto” do governo a oferecer tratamento para estes problemas. “Corrupção e impunidade andam juntas. O projeto aumenta a punição para quem for corrupto e recupera dinheiro.”

 

Post anteriorPróximo post