Política
Compartilhar

Ehden Abib, ex-vereador de Curitiba, morre aos 73 anos

Ehden Abib, ex-vereador de Curitiba, morreu aos 73 anos. Entre os projetos apresentados por ele, está a obrigação dos bancos disponibilizarem banheiros.

Redação - 23 de maio de 2022, 17:47

(Foto: Arquivo/CMC)
(Foto: Arquivo/CMC)

O ex-vereador Ehden Abib morreu aos 73 anos em Curitiba ontem. O parlamentar foi lembrado e homenageado pelo presidente da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), Tico Kuzma (Pros), na sessão desta segunda-feira (23).

“Registramos os nossos sentimentos aos amigos e familiares de Ehden Abib, que foi parlamentar desta Casa durante a 12ª legislatura, de 1997 a 2000, e a 13ª, de 2001 a 2004, quando foi colega de plenário do vice-presidente Tito Zeglin”, disse Kuzma.

Eleito pela primeira vez em 1996, ele usava na CMC o nome Éde Abib. Naquele ano, concorrendo pelo PTB, obteve 9.017 votos, sendo o quinto mais bem-sucedido nas urnas na 12ª legislatura.

No ciclo seguinte, disputou o pleito pelo PFL, melhorando seu desempenho ao conquistar 11.572 apoios em 2000, ficando entre os dez mais votados da Câmara de Curitiba. Na 13ª legislatura da CMC, Abib se licenciou do cargo, que foi ocupado temporariamente por Márcia Schier. 

PROJETOS DE EHDEN ABIB

O Sistema de Proposições Legislativas registra 37 proposições de autoria do ex-vereador Éde Abib, entre as quais 24 se tornaram leis na capital do Paraná.

Na relação, está a obrigação dos bancos disponibilizarem banheiros aos seus clientes (lei 10.281/2001), a inserção dos hinos oficiais no material didático (10.378/2002), a criação da Semana Municipal de Combate e Prevenção ao Câncer de Próstata (9.740/1999) e homenagens, como a outorga do título de Cidadão Honorário de Curitiba ao médico Acir Rachid (9.360/1998).

Ehden Abib nasceu na cidade de Rio Azul, no ano de 1949, e durante a vida também foi servidor do Tribunal de Contas do Estado do Paraná.