Política
Compartilhar

Em 14 cidades paranaenses, eleitores terão apenas uma opção de candidato à prefeitura

Os eleitores de 14 municípios do Paraná terão apenas uma opção para o cargo de prefeito nas eleições deste ano. Nestas c..

Mariana Ohde - 02 de setembro de 2016, 11:22

Os eleitores de 14 municípios do Paraná terão apenas uma opção para o cargo de prefeito nas eleições deste ano. Nestas cidades, todas com menos de 35 mil habitantes, há apenas um candidato concorrendo que, segundo a legislação eleitoral, será eleito com qualquer quantidade de votos - ou seja, um voto válido já garantiria a vitória.

Em todo o país, segundo dados divulgados pela Confederação Nacional dos Municípios, 97 cidades terão apenas um candidato. O Paraná é o quarto estado com mais candidatos únicos.

Os municípios paranaenses com um candidato apenas são: Altamira do Paraná, Araruna, Assis Chateaubriand, Bom Jesus do Sul, Brasilândia do Sul, Cidade Gaúcha, Itaguajé, Janiópolis, Miraselva, Santa Izabel do Oeste, Santa Mariana, São Jorge do Ivaí, São José da Boa Vista e Terra Boa.

Em Janiópolis, município com apenas seis mil moradores, no noroeste do estado, foi feito um acordo entre a base do prefeito e a oposição para lançar apenas a candidatura de Leopoldo Heitor Oliveira Costa (PSB). O atual prefeito, José Domingos Poeira (PMDB), diz que era um sonho antigo unir todos os partidos da cidade. Com chapa única, não haverá campanha nas ruas. O objetivo é economizar recursos. "Sempre houve aquela guerra política, um município pequeno, ficava aquela parte separada. Sendo um candidato único, além de não ter despesa, nós não vamos ter a oposição para ir contra. Foi uma benção para nosso município", afirma.

Com 12 mil habitantes, Cidade Gaúcha, no noroeste do Paraná, terá apenas Alexandre Lucena (PMDB) concorrendo à reeleição. O prefeito conta que conversou com a oposição, que aceitou apoiá-lo, indicando o vice da chapa. Além disso, ele atribui a candidatura única à boa aprovação da sua gestão. "A gente saiu de uma aprovação de 58% para mais de 75%. Isso tudo acabou fazendo com que a gente sentasse, conversasse, e chegamos a um consenso: um partido indicou o vice, nós indicamos o prefeito", conta. Lucena diz que fará campanha de rua para conquistar o maior número possível de votos.

Com isso, as 14 cidades já têm prefeitos definidos, como explica Marden Machado, coordenador de comunicação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). "Os votos que ele venha a obter, independente da quantidade, serão considerados válidos. Com isso, o resultado está fechado", explica. "A única maneira de anular a eleição é se ele sofrer uma ação, for julgado e condenado por algum crime eleitoral que ele cometa durante o processo da eleição. Aí, os votos que ele tenha recebido serão anulados e, se os votos anulados ultrapassarem a metade, será realizada uma nova eleição, com novos candidatos", completa.

O número de municípios paranaenses que têm apenas uma chapa concorrendo à prefeitura em 2016 é menor em relação às eleições de 2012, quando 16 cidades tiveram candidatos únicos.

(Com informações da BandNews e CBN Curitiba)