Política
Compartilhar

“Estamos pagando para trabalhar”, desabafa vereador de Curitiba

O desabafo é do vereador Chico do Uberaba (PMN). Durante a sessão desta terça-feira (19), o parlamentar reclamou das con..

Redação - 18 de abril de 2016, 20:39

O desabafo é do vereador Chico do Uberaba (PMN). Durante a sessão desta terça-feira (19), o parlamentar reclamou das condições de trabalho enquanto os colegas discutiam o projeto que trata da qualificação dos servidores da Câmara Municipal, a proposta da Escola do Legislativo. O vereador, que recebe mais de R$ 10 mil por mês, também ponderou o fato de não ter direito ao 13º salário.

“Nós pagamos tudo, estamos pagando para ser vereador hoje, é lamentável, né, a forma que está sendo feito; do 13º (salário), ninguém fala nada, o Senado recebe, a Câmara Federal, a Assembleia, nossos funcionários recebem, só o vereador que não”, desabafa.

O protesto de Chico do Uberaba motivou o vereador Mestre Pop (PSC) a reclamar do banheiro na sede do legislativo municipal.

“Se tiver alguém utilizando a pia da porta, quem está no vaso sanitário não consegue sair, com todo o respeito da palavra: vai sair “acochando” quem está está na pia”, reclama Mestre Pop.

Atualmente, cada um dos 38 vereadores tem direito a: um carro, 200 litros de gasolina por mês, sete funcionários, dois estagiários, material de gabinete, três mil selos e o salário bruto é de R$ 14.225,00. Além disso, eles também recebem diárias por viagens a serviço ou em representação a Câmara de Curitiba, que variam de R$ 60 a R$ 610.

(Com informações do repórter Ricardo Pereira, na BandNews FM Curitiba)