‘Estão tentando roubar a eleição’, diz Trump, sem apresentar provas

Folhapress e Redação


No dia em que viu o adversário Joe Biden se aproximar mais da vitória e teve derrotas nos tribunais, após pedir a paralisação da contagem dos votos para a eleição à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump voltou a acusar fraudes no sistema eleitoral, mas sem apresentar provas.

“Se contarmos os votos legais, eu ganho fácil. Se contar os ilegais, podem tentar roubar a eleição de nós”, disse Trump, em um discurso na Casa Branca realizado na noite desta quinta-feira (5).

Além de voltar a afirmar que venceu o pleito, Trump elencou uma série do que ele vê como indicadores de fraudes, mas não apresentou provas. Ele reclamou que observadores republicanos não foram autorizados a acompanhar a apuração de perto, e disse que um grande trabalho jurídico está em andamento para questionar a contagem em vários estados.

Antes de discursar na Casa Branca, Donald Trump já havia se posicionado sobre uma possível fraude em suas redes sociais.

Além disso, criticou as pesquisas de intenção de voto pendendo para o lado democrata em pelo menos três estados – Flórida, Ohio, vencidos por Trump, e Wisconsin, onde a apuração ainda não havia terminado nesta noite e onde Biden teria, segundo as pesquisas citadas pelo presidente, ampla vantagem.

EMISSORAS DOS EUA BOICOTAM DISCURSO DE DONALD TRUMP

As três maiores emissoras dos Estados Unidos -ABC, CBS e NBC- suspenderam a transmissão do discurso do presidente Donald Trump após ele fazer uma série de alegações de fraudes eleitorais sem apresentar nenhum evidência.

Falando na Casa Branca, Trump reclamou que observadores republicanos não foram autorizados a acompanhar a apuração de perto, e disse que um grande trabalho jurídico está em andamento para questionar a contagem em vários estados.

O presidente não apresentou nenhuma prova, indício ou testemunho que embasassem suas alegações.

Nos últimos quatro anos, durante o mandato de Trump, a imprensa americana recebeu críticas por dar espaço a falas do presidente contendo informações falsas ou distorcidas.

 

Previous ArticleNext Article