EUA: Trump pede que apoiadores deixem Congresso, mas reforça fraude nas eleições

Redação

Trump Estados Unidos joe biden discurso eua estados unidos congresso capitólio

Horas depois da invasão ao Capitólio, prédio do Congresso dos EUA (Estados Unidos), o presidente Donald Trump pediu para que os apoiadores vão para casa. No entanto, ele reforçou as mentiras que a eleição foi fraudulenta. Os manifestantes ocuparam o prédio do Congresso para impedir que a sessão que oficializaria a eleição de Joe Biden como novo presidente dos Estados Unidos.

“Eu sei da dor, sei dos ferimentos. Tivemos uma eleição que foi roubada de nós. Todo mundo sabe disso, principalmente o outro lado. Mas vocês precisam ir para casa agora. Nós temos que ter paz e ordem. Não queremos ninguém ferido. Foi um período difícil, nunca existiu algo assim. Essa foi uma eleição fraudulenta, mas temos que ter paz. Então vão para casa, nós amamos vocês, vocês são muito especiais. Sei como se sentem, mas vão para casa em paz”, disse Trump.

Veja o discurso:

Antes disso, o presidente norte-americano não tinha pedido para que os manifestantes desocupassem o prédio. Trump apenas solicitava que todos se “mantenham pacíficos”.

Ainda não se sabe da quantidade de feridos e estragos no Congresso dos Estados Unidos. Foram registrados confrontos com a polícia dentro e fora do Capitólio. Além disso, a polícia chegou a usar armas, bombas de gás e spray de pimenta para conter os invasores.

A mensagem de Trump foi feita apenas após o discurso de Joe Biden, que pediu a aparição de Trump em defesa da Constituição. “Me deixe ser muito claro: as cenas de caos no Capitólio não representam quem somos. O que estamos vendo é um pequeno número de extremistas dedicados à ilegalidade. Isso não é dissidência, é desordem. Deve acabar”, falou Biden.

Um dos congressistas norte-americanos falaram que o episódio faz dos EUA uma “república de bananas”.

ESTADOS UNIDOS TEM INVASÃO INÉDITA NO CAPITÓLIO

Apoiadores de Trump dentro do Congresso. (Reprodução/ Twitter Igor Bobic)

Manifestantes pró-Trump invadiram o Congresso dos EUA (Estados Unidos da América), nesta quarta-feira (6), durante a solenidade que certificaria o resultado das eleições. No Capitólio, o presidente eleito Joe Biden seria proclamado o novo chefe de Estado. Acompanhe o movimento ao vivo.

Donald Trump não aceita a derrota e reivindica, sem nenhuma prova, que as eleições americanas de novembro foi fraudada. Parte da mídia norte-americana trata o episódio como tentativa de golpe. A solenidade no Capitólio se trata de uma mera formalidade, uma vez que o resultado das eleições já está definido.

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, que conduzia a sessão no Congresso, foi removido do local pelos golpistas, apontado como um traidor. Chamado de “covarde” por Donald Trump, Pence usou as redes para pedir a saída dos manifestantes.

polícia de Washington investiga a possiblidade de bombas terem sido espalhadas pela capital dos EUA. A polícia tenta conter o movimento, mas até o momento nada pode fazer. O Congresso segue cercado por manifestantes favoráveis a Donald Trump, que não aceita a derrota que sofreu nas urnas.

A vice-presidente eleita, Kamala Harris, é senadora estava no Congresso. A assessoria dela confirmou que ela está segura, embora o paradeiro não tenha sido revelado pelo seu escritório.

Congressistas foram evacuados do prédio e usam máscara de gás para evitar possíveis ataques.

MANIFESTANTES PRÓ-TRUMP INVADEM CONGRESSO DOS EUA: SIGA AO VIVO

Previous ArticleNext Article