Política
Compartilhar

Francischini, como David, enfrentando o poderoso Golias

Delegado Francischini terá seu caso - cassação de mandato - julgado nesta terça-feira - pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF)

Pedro Ribeiro - 06 de junho de 2022, 12:04

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

“Nesta terça-feira, 7, estarei sendo julgado por 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). É a luta de David contra Golias. Eu, pequeninho, mas me sentindo grande, porque o que está em jogo são meus mais de 400 mil votos, confiados pelos paranaenses que me elegeram para defendê-los no Legislativo”, disse o deputado Delegado Francischini em entrevista nesta terça-feira ao comunicador e também deputado, Galo, na Rádio Cidade.

Francischini, que foi cassado e reempossado na Assembleia Legislativa por decisão do ministro do STF, Kassio Nunes Marques, manifestou sua preocupação por entender que, o que lhe parece, não é um julgamento técnico, mas político.

“Estou confiando na Justiça e espero não ser prejudicado por um projeto que ainda está no Congresso Nacional, relacionado a fake News. Caso contrário, nenhum cidadão pode opinar nas redes sociais”, ponderou o deputado.

Para Francischini, o que se vê é um “profundo buraco no navio da democracia”.  Galo, que entrevistou o deputado, acredita no seu efetivo retorno na Assembleia Legislativa.