Fruet diz que vai deixar R$ 400 milhões a mais “no caixa” da prefeitura

Julie Gelenski


Com informações do Jornal Metro Curitiba

Além dos recursos que já estavam previstos no orçamento de 2017, a prefeitura de Curitiba divulgou ontem que a próxima gestão terá novos R$ 400 milhões em caixa. Do total, R$ 136 milhões irão de dois financiamentos que estão sendo negociados com a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil e outros R$ 186 milhões serão da prorrogação da DREM (Desvinculação de recursos de Estados e Municípios), que foi aprovada pelo Senado em agosto.

Completam os novos recursos a entrada do dinheiro do Refic (Programa de Recuperação Fiscal de Curitiba, que vai render ao menos R$ 90 milhões), o vindo da nova licitação para escolher instituição financeira que irá gerir a folha de pagamento do município (cerca de R$ 100 mi), e a repatriação de recursos do exterior, pelo governo federal.

Aumento de 11% vem do IPTU

A correção do IPTU deverá representar um acréscimo de R$ 25 milhões na arrecadação. No ano que vem o IPTU será corrigido pelo IPCA mais um percentual de 4% para imóveis edificados e 7% para imóveis sem edificação. A lei foi aprovada na gestão de Fruet.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="398626" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]