Gilberto Ribeiro é condenado por falso testemunho em caso de atropelamento

Redação

Gilberto Ribeiro é condenado por falso testemunho em caso de atropelamento

A Vara Criminal do Foro Regional de Piraquara condenou nesta terça-feira (6), o deputado estadual Gilberto Ribeiro (PP) por falso testemunho em um caso de atropelamento no município da Região Metropolitana de Curitiba.

A decisão do juiz Sergio Bernardinetti condena Gilberto Ribeiro a pena restritiva de liberdade de três anos e seis meses de prisão, com vinte dias multa, a ser cumprida inicialmente em regime aberto.

Além do deputado estadual, Christopher Douglas Kachel e Adilson Baron também foram condenados por falso testemunho a dois anos e quatro meses de prisão, com doze dias multa.

Mas em ambas as sentenças, o juiz substituiu a pena privativa de liberdade por penas restritivas de direitos.

As investigações apontaram que um adolescente de 14 anos foi atropelado pelo veículo em que Gilberto Ribeiro estava e que o motorista fugiu do local sem prestar socorro ao jovem.

Testemunhas que estavam no local do acidente apontaram que o jovem sofreu ferimentos no rosto, cabeça e orelha.

Na época, o deputado apontou que um assessor dirigia o carro e que atropelou o jovem após tentar desviar de um buraco, em um trecho com pouca iluminação.

Gilberto Ribeiro ainda defendeu que chamou o socorro após o acidente e que deixou o local com medo de represálias da população.

Todos os réus podem recorrer da sentença em liberdade, sendo que a defesa de Gilberto Ribeiro afirmou que irá buscar anulação da pena por falso testemunho.

LEIA MAIS: LDO 2022 é aprovada em 1º turno na Assembleia Legislativa do Paraná

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="774110" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]