Gilmar Mendes diz ver “laranjal de doadores” nas eleições

Roger Pereira


O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, afirmou ontem que a presença de “laranjas” como doadores nas eleições está sendo identificada pelos técnicos do tribunal. Mendes citou como exemplo casos de nomes de pessoas mortas na prestação de contas de candidatos. Lembrou também a presença de beneficiários de programas sociais como fonte de receita para campanhas.

“Temos mortos fazendo doação em grande quantidade. Em eleições anteriores, víamos mortos votando. Doando é novidade”, afirmou o ministro, durante visita ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro.

“Tem também a generosidade dessa gente do Bolsa Família. Alguns chegaram a fazer doação de R$ 68 mil”, citou. “Era de se esperar que com a ausência dos recursos das corporações, houvesse algum tipo de manipulação do financiamento. No passado falei que podia-se criar um mecanismo de laranjas para doação, e isso está se verificando”.

No ano passado, após a decisão do TSE que proibiu a doação de empresas, Mendes havia dito que o país ganharia a “copa do mundo de laranjas”. “Com essa fórmula, a gente vai montar o maior laranjal”, afirmou à época.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal