Pedido de Lula para anular condenação entra na pauta desta terça no STF

Francielly Azevedo

lula, luiz inácio lula da silva, recurso, habeas corpus, trf4, tribunal regional federal da 4ª região, 8ª turma, odebrecht, lava jato, provas, mpf, força-tarefa, instituto lula, aparamento, são paulo, são bernardo do campo

O pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi incluído pelo ministro Edson Fachin na pauta de julgamento, desta terça-feira (11), da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). A inclusão aconteceu após o ministro Gilmar Mendes liberar, nesta segunda-feira (10), o tramite do habeas corpus.

A Segunda Turma é formada pelos ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Edson Fachin.

O HC foi apresentado pela defesa de Lula no ano passado, quando Sérgio Moro aceitou o convite para comandar o Ministério da Justiça. A defesa questiona a atuação do então juiz durante o processo do Triplex do Guarujá, no qual o ex-presidente foi condenado e cumpre pena em Curitiba desde abril de 2018.

O habeas corpus começou a ser analisado em dezembro do ano passado, mas, após dois votos contra a concessão de liberdade a Lula, Gilmar Mendes pediu vista para analisar o caso.

MENSAGENS VAZADAS

A liberação para julgamento acontece depois do vazamento de mensagens atribuídas ao ex-juiz Sergio Moro e ao procurador da República e coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF), Deltan Dallagnol. As reportagens, divulgadas neste domingo (9) pelo site Intercept, mostram que os dois trocavam colaborações quando integravam a Operação Lava Jato.

O site informou que obteve o material de uma fonte anônima, que pediu sigilo. O pacote inclui mensagens privadas e de grupos da força-tarefa no aplicativo Telegram de 2015 a 2018.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.