Governador da Pensilvânia diz que estado é alvo de ‘ataque partidário’

Folhapress


O governador da Pensilvânia, Tom Wolf, do Partido Democrata, classificou como um “ataque partidário” as declarações de vitória antecipada do presidente Donald Trump. “Vamos ser claros: este é um ataque partidário às eleições da Pensilvânia, aos nossos votos e à democracia”, escreveu o governador.

Sem mencionar diretamente o líder republicano, Wolf disse que os condados da Pensilvânia, um dos estados mais decisivos desta eleição, “estão trabalhando incansavelmente para processar votos o mais rápido e com a maior precisão possível”. “A Pensilvânia terá uma eleição justa e contaremos todos os votos”, acrescentou.

Além dos votos desta terça (3), o estado ainda irá contabilizar as cédulas enviadas pelo correio que chegarem até a próxima sexta-feira (6), o que deve adiar em alguns dias uma decisão final sobre quem será o candidato vencedor.

Em 2016, Trump venceu HIllary Clinton na Pensilvânia por 48% a 47%. O estado representa 20 votos no Colégio Eleitoral.

Previous ArticleNext Article