Governo do Paraná responde ACP e diz que é o responsável pela reabertura do comércio

Vinicius Cordeiro

Associação Comercial do Paraná pediu para que comércio reabra, mas governo reforça que isolamento social é a prioridade no Estado.
governo paraná coronavírus aen comércio acp

O governo estadual e a AMP (Associação dos Municípios do Paraná) emitiram uma nota conjunta nesta sexta-feira (10) para contestar o pedido da ACP (Associação Comercial do Paraná) para que os lojistas reabram o comércio a partir da próxima segunda-feira (13).

O governo do Paraná agradeceu que todas as associações comerciais têm auxiliado no combate ao coronavírus. Contudo, a nota deixa claro o recado: “quem determina o que abre e fecha é o Poder Público, numa ação conjunta entre Estado e municípios, respeitando as leis federais”.

Vale lembrar que o Ministério Público encaminhou, ontem (9), uma recomendação para que a ACP suspenda o pedido de reabertura do comércio.

Além disso, o Estado também reforçou que a prioridade no Paraná é a manutenção do isolamento social. A medida é vista pelo governo como estratégia principal para evitar a propagação do coronavírus e proteger a maior parte da população. Além disso, o governador Ratinho Junior fez um apelo à população para que respeitem as medidas restritivas e evitem “uma quarentena mais pesada”.

Por fim, a nota do governo com a AMP ainda diz que o diálogo segue aberto com as entidades da sociedade civil organizada e que seguirá respeitando as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), Ministério da Saúde e demais autoridades sanitárias.

Conforme o último levantamento da Sesa (Secretario de Estado da Saúde), o Paraná já soma 621 casos confirmados e 24 mortes pelo coronavírus.

LEIA A NOTA, EM SUA ÍNTEGRA, DO GOVERNO DO PARANÁ

O Governo do Paraná em conjunto com a Associação dos Municípios do Paraná vem a público agradecer todas as associações comerciais que têm colaborado incansavelmente no enfrentamento ao coronavírus, mas registra que quem determina o que abre e fecha é o Poder Público, numa ação conjunta entre Estado e municípios, respeitando as leis federais.

O governo estadual está permanentemente aberto ao diálogo com as entidades representativas da sociedade civil organizada. Contudo, reforça que seguirá respeitando as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e demais autoridades sanitárias federais, estaduais e municipais.

A prioridade no Paraná é a manutenção do isolamento social, como forma de evitar a propagação do novo coronavírus e proteger o maior número possível de pessoas desta da Covid-19.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="693038" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]