Greca contraria governo do Paraná e diz que não faltam insumos em Curitiba

Redação

curitiba covid insumos greca

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), contrariou o governo do Paraná e disse que não faltam insumos na cidade. Segundo ele, a capital paranaense está abastecida bem estruturada para enfrentar a pandemia da covid-19. O boletim de hoje (1), são 5.523 casos e 152 mortes já registradas.

“Apesar do decreto do governo do Estado dizer que podem faltar medicamentos para a anestesia de pessoas entubadas ou colocadas em respiradores e faltarem relaxantes musculares, eu, prefeito de Curitiba, lhes asseguro. Na nossa cidade, isso não falta”, afirmou em um vídeo publicado no Facebook.

“Há murmuração nas redes sociais e também de nossos opositores políticos que o povo precisa ficar com medo. Não tem cabimento. Temos leitos de UTI, ontem eram 52 livres, temos anestésicos e temos relaxantes musculares”, completou.

As declarações contrariam a revelação que o governador Ratinho Junior (PSD) fez durante o pronunciamento do decreto da quarentena, que apontou que um hospital de Curitiba teve falta de anestésicos para os pacientes que precisam ser internados.

Além disso, o governador também disse que a questão desses insumos e do número de profissionais da Saúde são os dois maiores problemas do enfrentamento ao coronavírus neste momento.

“Tivemos um caso de hospital particular na capital que, no sábado, acabou o insumo. Além disso, temos a escassez de intensivistas. Precisamos fazer com que a curva perca a velocidade para suportarmos esses atendimentos”, declarou o governador.

Confrontado sobre a afirmação de Ratinho nos comentários do vídeo, Greca manteve a posição e declarou: “não temos falta de nada no SUS Curitibano”.

GRECA DIZ QUE NÃO FALTAM INSUMOS EM CURITIBA; VEJA O VÍDEO

Eu, prefeito de Curitiba, Rafael Greca, lhes asseguro, #CuritibaTemMedicamentos. O momento que vivemos é grave, mas estamos estruturados. Temos leitos de UTI, anestésicos e relaxantes musculares. É claro que os profissionais da saúde receberam uma nota orientativa para alertar sobre o uso racional dos insumos, ainda que a dispensa esteja fornida, é preciso usar os medicamentos com parcimônia e evitar o desperdício. E tenham certeza, enquanto eu for prefeito, havendo para comprar, vou suprir os almoxarifado, porque ninguém merece o flagelo da dor. Não minimize os cuidados. Não maximize os medos. #FiqueEmCasaSePuder #IssoVaiPassar

Publicado por Rafael Greca em Quarta-feira, 1 de julho de 2020

Previous ArticleNext Article