STJ revoga prisão contra ex-presidente do Paraguai

Redação

horacio cartes, prisão, stj, habeas corpus, ex-presidente, paraguai, dario messer, doleiro, operação patrón, cambio desligo, lava jato


O ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes conseguiu um habeas corpus para revogar a ordem de prisão contra ele expedida na Operação Patrón. O político é suspeito de ter disponibilizado US$ 500 mil a Dario Messer, conhecido como “doleiro dos doleiros”, no momento em que ele estava foragido da justiça do Brasil e do Paraguai. O habeas corpus em favor do paraguaio foi concedido pelo ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Rogerio Schietti Cruz. A decisão é liminar, até que o julgamento definitivo seja feito pela Sexta Turma.

De acordo com o magistrado, o decreto de prisão não apresenta indícios suficientes que justifiquem a restrição à liberdade do ex-presidente do Paraguai. Conforme a defesa de Horacio Cartes, a Polícia Federal sequer o indiciou. Além disso, os advogados do paraguaio argumentavam que não há prova de nenhum ato ilícito supostamente praticado por ele.

OPERAÇÃO PATRÓN: HORACIO CARTES

O ex-presidente do Paraguai teve a prisão decretada na Operação Patrón. A investigação é um desdobramento da Operação Câmbio Desligo, que por sua vez decorre da Lava Jato.

Conforme o MPF (Ministério Público Federal), foi encontrado no celular de Dario Messer uma carta que o doleiro supostamente enviou ao político em junho de 2018. No documento, o “doleiro dos doleiros” pedia que Horacio Cartes entregasse US$ 500 mil a um homem chamado Roque. O homem citado seria um amigo de Messer, e o dinheiro seria usado para os gastos jurídicos.

De acordo com os procuradores Horacio Cartes integrava o núcleo operacinal político da quadrilha liderada por Messer.

Previous ArticleNext Article