Indígenas desocupam Secretaria da Educação após mudanças no PSS

Redação

indígenas, povos indígenas, escolas indígenas, professores, pss, professores, seed, secretaria de estado da educação

Grupos indígenas que ocupavam o prédio da Seed (Secretaria de Estado da Educação), em Curitiba, encerraram a manifestação, no início da tarde, após acordo com o governo estadual.

Eles protestavam contra o PSS (Processo Seletivo Simplificado) para professores que atuam nas escolas indígenas do Paraná.

Em reuniões realizadas ontem (17) e hoje (18), com a presença da DPU (Defensoria Pública da União) e do MPF (Ministério Público Federal), ficou acertado que o edital será retificado. As mudanças foram publicadas no Diário Oficial.

“Para para aqueles profissionais que querem dar aula nas comunidades, haverá outro edital. Ele deverá fazer o processo seletivo sem a prova, com a aprovação das comunidade indígenas”, explicou Gláucio Dias, diretor-geral da Seed.

Assim, um novo edital será publicado exclusivamente para profissionais PSS atuarem nas escolas indígenas e quilombolas, sem necessidade de prova e sem taxa de inscrição, com os mesmos critérios dos editais de anos anteriores.

indígenas, povos indígenas, escolas indígenas, professores, pss, professores, seed, secretaria de estado da educação, diário oficial, edital
Indígenas desocuparam o prédio após modificação no Diário Oficial (Divulgação/Seed)

AUTONOMIA DOS POVOS INDÍGENAS

De acordo com a Seed, o governo compreendeu a demanda, uma vez que, na prática, os professores que atuam nas 39 escolas indígenas do Paraná precisam de uma carta de anuência do cacique da região.

O mesmo acontece nas duas escolas quilombolas, nas quais os professores passam pela aprovação dos líderes comunitários.

Os povos indígenas pediam que professores da língua kaigang e guarani não realizassem a prova do PSS, já que muitos deles têm apenas o magistério. Segundo a Seed, ficou acertado que o Edital 47/2020 será retificado.

Segundo primeira versão do texto, a prova iria testar os conhecimentos dos professores dentro da área na qual o candidato irá concorrer. Outra mudança no processo deste ano é que não irá ocorrer o teste de redação e banca.
Previous ArticleNext Article