Jair Bolsonaro afirma que segundo teste de coronavírus deu negativo

Jorge de Sousa

jair bolsonaro, sae, secretaria de assuntos estratégicos, ministério, bruno grossi, ministério da economia, governo federal

Cercado de especulações após 15 membros de sua comitiva aos Estados Unidos testarem positivo para o coronavírus, o presidente da República, Jair Bolsonaro, utilizou suas redes sociais na noite desta terça-feira (17) para comunicar que seu segundo teste realizado não apontou a presença da doença.

Dessa forma, Bolsonaro está liberado para cumprir normalmente sua agenda presidencial. No próximo sábado (21), o presidente irá completar 65 anos de idade.

Na comitiva presidencial que viajou para Miami, Flórida, para encontrar com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foram confirmados como coronavírus:

  • Fabio Wajngarten, secretário de Comunicação da Presidência da República ;
  • Nelsinho Trad, senador (PTB-MS);
  • Nestor Forster, embaixador e encarregado de negócios do Brasil nos EUA;
  • Karina Kufa, advogada e tesoureira do Aliança pelo Brasil;
  • Sérgio Lima, publicitário e marqueteiro do Aliança pelo Brasil;
  • Samy Liberman, secretário-adjunto de comunicação da Presidência;
  • Alan Coelho de Séllos, chefe do cerimonial do Itamaraty;
  • Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI);
  • Marcos Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia;
  • Flávio Roscoe, presidente da Federação das Indústria do Estado de Minas Gerais;
  • Além de quatro integrantes não-identificados da equipe de apoio do voo presidencial aos EUA.

Até o momento, o Ministério da Saúde confirmou 291 casos do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, embora existam outros 8891 ocorrências sob suspeita.

Previous ArticleNext Article