Justiça autoriza que Palocci visite a mãe em Ribeirão Preto (SP)

Redação e Cleverson Bravo - BandNews FM Curitiba

antonio palocci filho, operação lava jato, trf4, lava jato, progressão de regime, regime aberto, tornozeleira eletrônica, força-tarefa, casa, ribeirão preto

A Justiça autorizou que o ex-ministro Antônio Palocci visite a mãe em Ribeirão Preto, nesta semana. Ele cumpre prisão domiciliar desde novembro, em São Paulo, beneficiado por um acordo de delação premiada firmado com a Polícia Federal.

STJ confirma indenização de R$ 400 mil ao caseiro do escândalo que derrubou Antonio Palocci
Dilma ‘deu corda’ para Lava Jato implicar Lula, diz Palocci em delação

Palocci chegou a ser alvo da fase 35ª da Lava Jato, que apurava o pagamento de propina da Odebrecht a agentes públicos e políticos do PT, por intermédio do ex-ministro. Ele foi preso em setembro de 2016 e permaneceu detido por dois anos e dois meses, aqui em Curitiba.

O acordo de colaboração de Palocci foi homologado em abril do ano passado, na 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O TRF4 também reduziu a pena do ex-ministro para nove anos e 10 meses de prisão, em regime domiciliar semiaberto e com uso tornozeleira eletrônica.

LEIA TAMBÉM: Palocci diz que filho de Lula recebeu propina de montadoras

A colaboração de Palocci foi a primeira firmada com a PF que teve reconhecimento da Justiça em fase de apelação, uma etapa adiantada do processo. O ex-ministro está em prisão domiciliar desde 29 de novembro de 2018.

Depois de pouco mais de um ano, Palocci pode progredir para o regime aberto. O ex-ministro foi condenado na Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, no processo que apurava um esquema de corrupção envolvendo a Odebrecht e contratos de sondas com a Petrobras.

Previous ArticleNext Article