Justiça Federal aceita denúncia contra representantes da Econorte no âmbito da Operação Integração

Redação

Justiça Federal aceita denúncia contra representantes da Econorte no âmbito da Operação Integração

A Justiça Federal aceitou denúncia do MPF (Ministério Público Federal) contra representantes da concessionária Econorte pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Integração.

Ao todo foram denunciados seis réus pelo MPF, que recomendou a condenação de todos em regime fechado e aplicação de multa mínima de R$ 516.911,89, além do bloqueio de bens.

As investigações da Operação Integração apontaram que a empresa LL Systems- Comunicação e Dados LTDA atuava em favor da Econorte por meio de contratos parcialmente fictícios e notas falsas.

Essa empresa utilizava dinheiro vivo para o pagamento de propina para agentes públicos e políticos do Paraná, como forma de garantir a manutenção dos contratos de concessão dos pedágios no estado.

Um dos colaboradores da LL Systems- Comunicação e Dados LTDA admitiu em depoimento que as práticas criminosas foram realizadas entre outubro de 2013 e abril de 2015.

A Operação Integração foi um dos braços das investigações da Lava Jato no Paraná e apurou o esquema de corrupção e lavagem de dinheiro nos contratos de concessão das rodovias federais no estado, também conhecido como Anel de Integração.

Em dois anos de investigação, as concessionárias Rodonorte, Ecovia e Ecocataratas assinaram acordo de leniência e mais 21 investigados realizaram acordos de colaboração com o MPF.

LEIA MAIS: Ratinho Junior sanciona lei de concessão das rodovias estaduais

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="784477" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]