Política
Compartilhar

Ex-vereadora de Curitiba, Kátia Dittrich é condenada por rachadinha

Ex-vereadora de Curitiba, Kátia Dittrich foi condenada com suspensão dos direitos políticos por cinco anos e o pagamento de multa pelo crime de rachadinha.

Redação - 19 de maio de 2022, 14:55

(Divulgação/CMC)
(Divulgação/CMC)

A ex-vereadora Kátia Dittrich (SD), de Curitiba, foi condenada pelo crime de 'rachadinha', caracterizado por exigir parte dos salários de assessores, entre 2017 e 2020, período em que exerceu a função parlamentar.

A condenação foi determinada pela 4ª Vara da Fazenda Pública da capital, e divulgada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), mas ainda cabe recurso por parte da defesa de Kátia Dittrich.

A decisão determinou a suspensão dos direitos políticos da ex-vereadora pelo prazo de cinco anos, o pagamento de valor que teria sido ilegalmente acrescido ao seu patrimônio (R$ 1 mil), o pagamento de multa e a proibição de contratar com o poder público, também por cinco anos.

De acordo com a ação ajuizada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), a ex-vereadora de Curitiba exigia parte da remuneração dos assessores durante o período em que esteve na Câmara Municipal

A investigação ainda apontou que a então vereadora e seu marido, Marcos Pinheiro Withers, também requerido e condenado, exigiam valores de assessores parlamentares vinculados a seu gabinete sob ameaça de exoneração. A finalidade dos repasses, alegavam os dois, seria o custeio de despesas com a “causa animal”, principal área de atuação da parlamentar. 

KÁTIA DITTRICH E MARIDO FORAM CONDENADOS PELA PRIMEIRA VEZ EM 2020

Conhecida como Kátia dos Animais, a ex-vereadora de Curitiba e o esposo foram condenados em primeira instância no início de de 2020.

O casal foi implicado pelo crime de concussão, que é a exigência de vantagens indevidas, de forma direta ou direta, praticada por um servidor público.