Lava Jato: Duque vira réu em ação que apura corrupção em contratos de meio bilhão

Angelo Sfair

lava jato, operação lava jato, mpf, ministério público federal, renato duque, luis alfeu alves de mendonça, luis alfeu, milton pascowitch, josé adolfo pascowitch, multitek, multitek engenaria ltda

O ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, virou réu em uma nova ação penal da Lava Jato que apura supostos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, entre 2011 e 2012, em contratos da Petrobras avaliados em mais de meio bilhão de reais.

De acordo com a força-tarefa da Lava Jato no Paraná, Duque recebeu propinas de pelo menos R$ 3,9 milhões para beneficiar indevidamente a Multitek Engenharia Ltda. O ex-diretor da empresa, Luis Alfeu Alves de Mendonça, foi acusado de prometer e realizar os pagamentos.

Conforme o MPF, a propina foi repassada a Renato Duque por meio de contratos falsos de prestação de serviços. Além disso, o ex-diretor de Serviços da Petrobras também teria sido beneficiado com o custeio de reformas imobiliárias e obras de arte.

Os operadores Milton Pascowitch e José Adolfo Pascowitch foram acusados de atuarem como intermediários da propina. Delatores da Lava Jato, os irmãos já confessaram os crimes e detalharam de que forma operavam os repasses ilícitos.

De acordo com a denúncia da força-tarefa Lava Jato no Paraná, o esquema beneficiou a Multitek Engenharia Ltda. em três contratos com a Petrobras. Somando os aditivos, os contratos totalizam R$ 525.781.462,72.

A Procuradoria da República pede que a Justiça Federal do Paraná condene os acusados por corrupção e lavagem de dinheiro. Além disso, pede o bloqueio de pouco mais de R$ 3,6 milhões. O valor corresponde aos valores “lavados” por Renato Duque e Luis Alfeu, com a ajuda dos irmãos Pascowitch.

O MPF também requer que Duque e os demais réus sejam condenados por danos morais coletivos à população brasileira.

A denúncia foi aceita pelo juiz Luiz Antonio Bonat, atual titular da 13.ª Vara Federal de Curitiba, onde tramitam em primeira instância as ações da Lava Jato que estão ligadas a crimes cometidos na Petrobras.

Previous ArticleNext Article