Líder do governo garante que projeto da reforma administrativa volta para a Alep na semana que vem

Vanessa Fernandes - CBN Curitiba


Elaborado no fim de 2018, pela Fundação Dom Cabral, o projeto de lei da reforma administrativa continua causando polêmica na Assembleia Legislativa. E este nem era o principal assunto do dia, já que era esperada a entrega do projeto, também de autoria do governo estadual, que dispõe sobre compliance.

O projeto que trata da reforma administrativa chegou ao legislativo estadual no início de fevereiro, e ocasionou muito debate entre os parlamentares resultando no retorno ao Palácio Iguaçu para que seja reapresentado.

De acordo com o líder do governo, deputado Hussein Bakri, do PSD, o projeto deve retornar para ser lido em plenário até a próxima semana, e garante que o escopo do projeto será mantido. “Esse projeto vai chegar nessa casa nesta semana ainda. Eu não sei se há tempo de ser lido na sessão de amanhã, se não na semana que vem. Existe algumas adequações de nomes de secretarias, alguns detalhes técnicos, mas o principal de tudo é que o escopo dele está mantido, que é a diminuição de 330 e tantos cargos e a economia de R$ 10 milhões por ano”, afirmou.

O texto prevê a redução de secretárias, de cargos comissionados e funções gratificadas, gerando uma economia de R$ 10 milhões.

O deputado Soldado Fruet, do Pros, foi contra a tramitação do projeto ainda em fevereiro, e promete que se forem mantidas as justificativas do primeiro projeto, ele será contra novamente. “Como foi feito da primeira vez, vai ser feita da segunda, da quarta, da quinta, quantas vezes vier esse projeto, vai ser colocado pessoas técnicas para analisar esse projeto. Se realmente for economizar R$ 10 milhões pode contar com o voto do Soldado Fruet, agora se vier vender pastel de vento pra nós, vai voltar”, reforçou.

Depois de recebido pela Assembleia Legislativa e lido em plenário, o projeto da reforma administrativa iniciará a tramitação pela comissão de constituição e justiça.

Da mesma forma tramitará o projeto que versa sobre compliance no governo que foi encaminhado ao legislativo estadual no fim da sessão desta terça-feira. A entrega do projeto estava prevista para acontecer pela manhã, mas foi adiado devido a um compromisso do governador Ratinho Junior em Brasília.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="601567" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]