Lula comenta a greve e a crise durante visita de comissão da Câmara

BandNews FM Curitiba


Uma Comissão Externa da Câmara Federal, com integrantes da Bancada de Oposição, verificou nesta terça-feira (29) as condições do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde o dia 7 de abril.

A comissão relatou que não encontrou qualquer irregularidade e que Lula está em condições dignas. O grupo também trouxe recados do ex-presidente em relação à política nacional.

Integrante da comissão, a deputada Jandira Feghali, do PCdoB do Rio de Janeiro, disse que Lula pediu proximidade dos partidos de esquerda com o movimento contrário ao governo.

“Ele pede o tempo todo a proximidade com o povo, a luta. E nós informamos a ele a nossa análise da importância de nós agora, os partidos de esquerda e do movimento social, que nós, amanhã, dia 30, estaremos na rua. Dia 30, no momento que começa a greve dos petroleiros, de 72 hs, que nós vamos colocar a nossa pauta na rua, a defesa da Petrobras dos brasileiros e não a Petrobras dessa política de preços que transformou o Brasil nessa agência de interesses do capital privado e das agências internacionais”, afirmou.

O deputado Orlando Silva, do PCdoB de São Paulo, afirmou que a missão da Câmara, como representante do povo e órgão fiscalizador, foi cumprida. Em conversa com o deputado, Lula comentou sobre a greve de caminhoneiros e a crise.

“A missão da Câmara foi cumprida, no sentido de observar as condições que o presidente se encontra; evidentemente são condições dignas, mas o que me marcou foi ver o presidente muito preocupado com a população brasileira, acompanhando o desenvolvimento da crise no Brasil e muito preocupado com o que está impactando na vida do povo brasileiro… o presidente está muito preocupado com as condições de vida, com o desemprego, com o desabastecimento que está atingindo a vida das pessoas”, disse.

A visita oficial foi autorizada pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, do DEM do Rio de Janeiro, mas havia sido barrada pela juíza Carolina Lebbos da 12º Vara Federal de Curitiba.

Contrariando a decisão da magistrada, o ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, derrubou a decisão da juíza no mês passado. Com isso, os deputados puderam fazer a inspeção das instalações de Lula, considerado “um preso político” pelos deputados da oposição.

Além de Jandira Feghali e Orlando Silva, participam da comissão os deputados Paulo Pimenta, do Rio Grande do Sul, líder do PT na Câmara; Silvio Costa, do Avante de Pernambuco; Weverton Rocha, do PDT do Maranhão; Benedita da Silva, do PT do Rio de Janeiro; e José Mentor, do PT de São Paulo.

Previous ArticleNext Article
em 20 minutos tudo pode mudar
[post_explorer post_id="526790" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]