Lula fala sobre coronavírus: “ainda bem que a natureza criou esse monstro”; veja o vídeo

Redação

lula coronavírus ainda bem que a natureza criou esse monstro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à Carta Capital, agradeceu a existência do coronavírus em uma crítica à política econômica do governo Jair Bolsonaro.

“Quando eu vejo essas pessoas acharem que tem que vender tudo que é público e que tudo que é público não presta nada… Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem, es comecem a enxergar, que apenas o estado é capaz de dar solução a determinadas crises”, disse Lula sobre o coronavírus.

O petista também analisou o momento econômico do país e disse que falta mobilização da classe trabalhadora. O político elencou as terceirizações, a reforma trabalhista e a carteira verde e amarelo como perdas de direitos fundamentais.

Contudo, o principal ponto de Lula foram as ideias neoliberais do ministro da Economia, Paulo Guedes. “Essa crise mostra que o Estado não pode deixar seu povo na mão do mercado. Ele tem que garantir que as pessoas tenham acesso às necessidades elementares para a humanidade.”

A entrevista de Lula à Carta Capital foi transmitida pelo Periscope.

LULA FALA SOBRE CORONAVÍRUS

Na última segunda-feira (18), o TRF-3 (Tribunal Regional da Terceira Região) rejeitou uma denúncia contra Lula e seu irmão, Frei Chico. O MPF (Ministério Público Federal) acusava o ex-presidente e o irmão de corrupção passiva.

Conforme a força-tarefa Lava Jato de São Paulo, Lula convenceu a Odebrecht a contratar Frei Chico para mediar o diálogo da empresa com os trabalhadores. Após a vitória nas eleições de 2002, a construtora teria mantido um pagamento mensal ao consultor sindical para manter a boa relação com a família.

O ex-diretor da Odebrecht e delator da Lava Jato, Alexandrino Alencar, afirmou que Frei Chico recebeu uma mesada da empreiteira por 13 anos. Conforme a versão, o pagamento era em dinheiro vivo. A defesa do consultor sindical nega a existência dos pagamentos.

A defesa do ex-presidente Lula disse que a decisão do TRF-3, que negou o recebimento da denúncia, é “pedagógica”.

“O juiz de primeiro grau já havia rejeitado de plano a acusação, que segue o padrão da Lava Jato contra Lula, baseado exclusivamente na palavra de delatores”, disse, em nota, o advogado Cristiano Zanin Martins.

Na primeira instância, o juiz federal Ali Mazloum, da Justiça Federal de São Paulo, já havia rejeitado a acusação do MPF.

Por fim, vale lembrar que Lula ficou preso na PF (Polícia Federal), em Curitiba, por 580 dias após ter sido condenado em primeira, segunda e terceira instâncias por ter aceitado reformas e a propriedade no caso ‘tríplex do Guarujá’ como propina paga pela empreiteira OAS em troca de contrato com a Petrobras. Apesar do petista negar, ele está proibido de disputar qualquer eleição por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

Previous ArticleNext Article