Em primeira entrevista na prisão, Lula diz ter obsessão para desmascarar Moro e Dallagnol

Vinicius Cordeiro


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu sua primeira entrevista nesta sexta-feira (26) desde o dia 7 de abril, quando foi preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

O El País disponibilizou, no Youtube, um trecho da entrevista conduzida pelos jornalistas Florestan Fernandes Jr. e Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Os dois veículos foram os únicos a entrar com ação judicial para entrevistar o petista na cadeia.

No trecho, Lula ataca duas figuras importantes da Operação Lava Jato. Primeiro o ex-juiz federal Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, responsável pela sua primeira condenação e Deltan Dallagnol, procurador geral da República e coordenador da Lava Jato em Curitiba.

“Muita gente achava que eu deveria sair do Brasil, fugir… Eu tomei, como decisão, que meu lugar é aqui. Eu tenho tanta obsessão de desmascarar o Moro, o Dallagnol e a sua turma, e aqueles que me condenaram. Eu ficarei preso 100 anos, mas não trocarei minha dignidade pela minha liberdade. Quero provar essa farsa montada”, declarou Lula, em tom nervoso.

Ele continuou criticando, reafirmando que estava tranquilo na hora de se entregar à Polícia Federal.

“O Moro tem certeza que eu sou inocente. Esse Dallagnol tem certeza que é mentiroso e mentiu ao meu respeito. Estou aqui para procurar justiça e provar minha inocência. Eu durmo todo dia com minha consciência tranquila. Tenho certeza que o Moro e o Dallagnol não dormem”, completou.

LEIA TAMBÉM:

Assista o trecho postado pelo El País:

Previous ArticleNext Article