Em entrevista, Lula critica Moro e questiona veracidade da facada levada por Bolsonaro

Francielly Azevedo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou pela primeira vez sobre as mensagens entre o ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF). O petista afirmou que a “verdade” finalmente veio à tona. A declaração foi feita durante uma entrevista aos jornalistas Juca Kfouri e José Trajano, na última quarta-feira (12), na Sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, e exibida nesta quinta-feira (13) pela emissora TVT.

Lula voltou a dizer que “Moro é mentiroso” e estava “condenado a condená-lo”. “Estou ficando feliz com o fato de que o país finalmente vai conhecer a verdade […] Pode pegar a turma da força-tarefa, o Moro, enfiar num liquidificador, e quando for tomar o suco, não dá a honestidade do Lula”, ressaltou.

O petista afirmou que as investigações contra corrupção precisam continuar e que empresários e políticos corruptos precisam ser presos com base em leis que foram criadas pelo PT.

FACADA DE BOLSONARO


O ex-presidente também comentou sobre a facada que o atual presidente Jair Bolsonaro levou durante a campanha, em Juiz de Fora (MG). Bolsonaro passou por duas cirurgias após o atentado. “Eu, sinceramente […] aquela facada tem uma coisa muito estranha, uma facada que não aparece sangue, que o cara é protegido pelos seguranças do Bolsonaro”, disse.

Ainda em relação a Bolsonaro, Lula disse que a sociedade se aproximou do “monstro para pegar proteção” e como resultado da sua ausência nas duas últimas eleições “o país pariu essa coisa chamada Bolsonaro”.

Post anteriorPróximo post
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.