Lula revela que teve covid-19 em Cuba e não precisou de internação

Redação

lula covid-19 cuba

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi infectado com o coronavírus no fim de 2020, em Cuba. A informação foi divulgada pela assessoria nesta quinta-feira (21), um dia após o retorno do petista ao Brasil. Segundo as informações, a opção na divulgação foi para preservar a família e dos demais infectados.

Lula teve acompanhamento médico e teve lesões pulmonares compatíveis com broncopneumonia associada à covid-19, conforme apontou uma tomografia computadorizada.

“Agradeço ao governo de Cuba e a todos que estiveram conosco, de coração. Jamais esqueceremos a solidariedade cubana e o compromisso com a ciência de seus profissionais. Sentimos na pele a importância de um sistema público de saúde que adota um protocolo unificado, inspirado na ciência e nas diretrizes da OMS”, disse Lula.

Além de ressaltar o tratamento dos cubanos, o petista voltou a criticar a condução do combate à covid-19 feita pelo governo Jair Bolsonaro.

“Quero estender as minhas saudações a todos os profissionais de saúde que se esforçam para fazer o mesmo aqui no Brasil, apesar da irresponsabilidade do presidente da República e do ministro da Saúde [Eduardo Pazuello]”, completou.

VIAGEM A CUBA: APENAS UMA PESSOA DA COMITIVA NÃO FOI INFECTADA

O diagnóstico da doença foi feito no dia 26 de dezembro, depois de Lula viajar com a mulher, Rosângela Silva, e outros sete integrantes da sua equipe para o Caribe. Todos foram infectados, com exceção da jornalista Nicole Briones. Contudo, apenas o escritor Fernando Morais apresentou complicações pulmonares e necessitou de internação hospitalar por 14 dias.

O ex-presidente viajou para Cuba por 30 dias para participar das gravações de um documentário sobre a América Latina. A obra é produzida e dirigida pelo cineasta norte-americano Oliver Stone. No entanto, por ter sido infectado com a covid-19, Lula suspendeu as gravações e outros compromissos da agenda. Apesar disso, ainda se reuniu com o presidente cubano Miguel Díaz-Canel, o 1º secretário do Partido Comunista de Cuba, Raul Castro, o primeiro ministro de Cuba, Manuel Marrero, e com o chanceler Bruno Rodriguez.

LULA DIZ QUE ESTÁ NA FILA POR VACINA CONTRA A COVID-19

Segundo a assessoria, o ex-presidente Lula voltou de Cuba com a esperança de que a vacinação é a salvação da humanidade em relação coronavírus e que aguardará na fila para receber o imunizante.

“Estou preparado pra tomar a vacina, assim que tivermos vacina para todos. Sigo esperando minha vez na fila, com o braço à disposição para tomar assim que puder. E enquanto todos não se vacinam, vou continuar com máscara, evitando aglomerações e passando muito álcool gel”, finalizou Lula.

Previous ArticleNext Article