Maranhão retira processo que poderia salvar Cunha de cassação

Jordana Martinez


Felipe Amorim
Do UOL, em Brasília

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), pediu nesta segunda-feira (20) que a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) retire de tramitação a consulta sobre a votação em plenário de pedidos de cassação de mandato que poderia beneficiar o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A consulta foi pedida pelo próprio Maranhão e já havia recebido parecer do relator Arthur Lira (PP-AL), com entendimento que poderia beneficiar o peemedebista. Outros quatro deputados, que defendem a cassação de Cunha, haviam apresentado voto em separado, discordando do que defendeu Lira.

O caso deveria ir a votação nesta segunda-feira na comissão mas, com o pedido de retirada de tramitação, não será mais analisado.

Na última terça-feira (14), o Conselho de Ética aprovou, por 11 votos a 9, parecer pela cassação de Eduardo Cunha. Agora, a perda do mandato precisa ser votada em plenário, onde é necessário o apoio de ao menos 257 deputados. A Câmara possui 513 parlamentares.

Com a consulta arquivada, o plenário deverá votar diretamente o pedido de cassação do peemedebista.

Veja a matéria completa

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="366776" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]