Política
Compartilhar

Mario Frias gasta R$ 39 mil em viagem para ver lutador em Nova York

Só em passagens aéreas o secretário especial da Cultura gastou R$ 26 mil dos cofres públicos, o que indica que ele voou de classe executiva.

Folhapress - 10 de fevereiro de 2022, 14:37

Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

Mario Frias gastou R$ 39 mil do dinheiro do contribuinte numa viagem de cinco dias para Nova York para tratar de um projeto audiovisual com o lutador de jiu-jítsu bolsonarista Renzo Gracie, que o convidou. Os dados são do Portal da Transparência.

Só em passagens aéreas o secretário especial da Cultura gastou R$ 26 mil dos cofres públicos, o que indica que ele voou de classe executiva. Além disso, a viagem, realizada entre 14 e 19 de dezembro, foi considerada urgente, já que foi confirmada com menos de 15 dias de antecedência.

Frias foi para os Estados Unidos acompanhado de seu secretário-adjunto, Hélio Ferraz de Oliveira, que gastou outros R$ 39 mil. Ao todo, a viagem dos dois saiu por cerca de R$ 78 mil.

Renzo Gracie, estrela da luta internacional da família de mesmo nome, tem uma escola de jiu-jítsu em Nova York onde já treinaram celebridades como o ator Keanu Reeves e o cineasta Guy Ritchie, ex-marido de Madonna.

Gracie acaba de ser biografado pelo ex-secretário federal da Cultura, Roberto Alvim, demitido por fazer um vídeo com em que faz apologia do nazismo. "Renzo Gracie: Uma Vida Heróica" será lançado no próximo dia 14 pela editora Auster.

A descrição de Alvim no site da editora não menciona sua breve passagem pelo governo federal e se concentra em destacar as suas realizações como diretor de teatro e dramaturgo.