Ministro da Saúde leva bronca da filha após afirmar que homens trabalham mais

Mariana Ohde


Depois de afirmar, nesta quinta-feira (11), que os homens vão menos ao médico porque trabalham mais, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, levou uma “bronca” da filha pelo Facebook. O ministro é pai da deputada estadual paranaense e candidata à Prefeitura de Curitiba, Maria Victoria Borghetti Barros (PP-PR).

Em um vídeo postado em sua página, a deputada reclama: “Pai, logo o senhor, com duas mulheres como nós em casa?”, questiona, referindo-se à mãe e vice-governadora do estado do Paraná, Cida Borghetti.

“Por mais que haja dados absolutos de que há um maior número de homens no mercado formal de trabalho, o IBGE afirma que as mulheres trabalham em média 5 horas a mais na semana do que os homens, portanto uma jornada de trabalho mais longa”, afirma Maria Victoria.

“E não precisa de dados para mostrar o quanto as mulheres trabalham nesse Brasil inteiro. Depois de trabalhar fora de casa, ainda tem de trabalhar em casa, a famosa jornada dupla de trabalho. Não é isso mulherada?”, finaliza.

Confira a postagem:

Afirmação

Ricardo Barros fez a afirmação polêmica durante anúncio da criação de um plano para aumentar o número de atendimentos a homens na rede pública de saúde. “É uma questão de hábito, de cultura. Até porque os homens trabalham mais, são os provedores da maioria das famílias. Eles não acham tempo para se dedicar à saúde preventiva”, disse.

Os dados mostraram que quase um terço dos homens não têm o hábito de acompanhar seu estado de saúde e buscar auxílio na prevenção de doenças e na qualidade de vida. O levantamento divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério da Saúde mostra, ainda, que muitos homens pensam que não ficam doentes ou têm medo de descobrir alguma alteração no organismo.

Resposta

O próprio ministro divulgou o vídeo da filha em seu Facebook e esclareceu: “Que bom que você tocou nesse assunto, Victoria. Você tem toda razão quando diz que eu tenho mulheres exemplos em casa, tanto você, que é deputada estadual, e sua mãe, vice-governadora do Paraná Cida Borghetti. Conhecendo o quanto vocês trabalham, eu jamais diria que os homens trabalham mais que as mulheres. Quero deixar claro que eu me referia ao número de homens no mercado de trabalho, que ainda é maior”, disse.

Segundo o ministro, a pesquisa Síntese de Indicadores Sociais, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que, entre pessoas de 16 anos ou mais de idade, ocupadas na semana de referência, por sexo, 53,7 milhões são homens e 39,7 milhões são mulheres.

“Mas vocês são exemplos da carga de trabalho imposta às mulheres, que, além de trabalhar fora, têm as tarefas de casa, cuidam da família e ainda arrumam tempo para cuidar da saúde. A campanha que lançamos quer espelhar esse exemplo das mulheres”, disse.

“Queremos que os homens aprendam a cuidar da saúde, como as mulheres fazem tão bem. Se fui mal interpretado, me desculpem. Boa noite a todos”, finaliza.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="378427" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]