Moça de classe média alta vai trabalhar e contribuir mais, diz Guedes

Folhapress


Por Bernardo Caram, Thiago Resende e Angela Boldrini

Ao argumentar que a reforma da Previdência não atingirá os mais pobres, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (3) que “moça de classe média alta” terá que trabalhar por mais tempo e pagar contribuições mais altas.

Em audiência na Câmara, o ministro afirmou que as mulheres mais pobres já se aposentam no sistema atual em média com 61,5 anos. A proposta do governo eleva a idade mínima de aposentadoria das mulheres para 62 anos.

“Passou para 62 [na proposta], você não atingiu [as mais pobres]. Você atingiu justamente a moça de classe média alta que fez um concurso público novo, nunca ficou desempregada, contribuiu a vida inteira e se aposenta aos 55, 56. Essa vai ter que trabalhar mais sete anos e vai contribuir mais”, disse.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="608409" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]