“Coronavírus não é piada nem brincadeira”, diz Moro, em referência a Lula e Bolsonaro

Redação

sergio moro, jair bolsonaro, invasão, hospital, hospital municipal ronaldo gazolla, rio de janeiro, coronavírus, covid-19, pandemia

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro usou o Twitter para falar sobre a pandemia do coronavírus e fazer críticas aos dois desafetos políticos mais recentes. Na mesma frase ele referenciou o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Moro não cita nem Lula, nem Bolsonaro. No entanto, a mensagem foi publicada no dia seguinte às manifestações dos dois políticos sobre o tema. Ambos foram criticados pela postura.

“O coronavírus não é piada nem é algo positivo”, escreveu Sergio Moro nesta quarta-feria (20).

Ontem (19), no dia em que o Brasil bateu um novo recordo de mortes causadas pelo coronavírus, Jair Bolsonaro participou de uma transmissão ao vivo e voltou a defender a hidroxicloroquina.

Bolsonaro defende o uso do medicamento para tratar a Covid-19, apesar da ausência de qualquer embasamento científico. Sobre o assunto, ele ironizou: “quem é de direita, usa cloroquina. Quem é esquerda, toma tubaína”.

+ Leia mais: Bolsonaro brinca sobre cloroquina: “quem for de esquerda toma tubaína”

Mais cedo, em entrevista à Carta Capital, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez críticas ao presidente Bolsonaro e às políticas neoliberais do ministro da Economia Paulo Guedes.

“Ainda bem que a natureza criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises”, afirmou ao jornalista Mino Carta.

+ VÍDEO: Lula fala sobre coronavírus: “ainda bem que a natureza criou esse monstro”; veja o vídeo

Sergio Moro adotou um tom crítico aos dois líderes políticos.

“Cuide-se! O número de mortes passou de mil por dia e continua subindo. Solidariedade às famílias”, afirmou.

Previous ArticleNext Article