Política
Compartilhar

Moro provoca Alvaro Dias afirmando que nunca foi seu padrinho

Sergio Moro, pré-candidato do União Brasil ao Senado, voltou a afirmar que o senador Alvaro Dias nunca foi seu padrinho político. Tem pitada de provocação.

Pedro Ribeiro - 19 de julho de 2022, 12:12

Foto/Divulgação PP
Foto/Divulgação PP

 

Enquanto o candidato à reeleição ao Senado, Alvaro Dias (Podemos), se mantém silencioso em relação à posturas de seus adversários, o pré-candidato também ao Senado, Sergio Moro (União Brasil), insiste em afirmar à imprensa que Álvaro Dias nunca foi seu padrinho político.

Ao jornalista Fábio Zanini  Moro voltou a afirmar: "Ele não é meu padrinho. O que me deu notoriedade foi a carreira pública que tive como juiz e ministro. Meu padrinho é o povo brasileiro", afirmou Moro à coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Todos sabem que Alvaro Dias foi um dos principais responsáveis pela filiação de Moro no Podemos e que foi o senador que lhe abriu as portas para sua caminhada política e foi, também, um dos principais defensores de sua candidatura à Presidência da República.

Hoje tudo é diferente. Moro, pelo que percebemos, despreza Alvaro Dias e se tornou seu adversário na disputa pelo Senado no Paraná. Na última pesquisa, o atual senador que está há quase duas décadas no Senado, pontuou 32 por cento e Moro, 23%.

Alvaro Dias não diz nada sobre Sergio Moro e continua na expectativa de que o governador Ratinho Junior (PSD) lhe de apoio à sua campanha ao Senado como moeda de troca já que o Podemos tem apoiado o governador paranaense.