“Não respondo a criminosos, presos ou soltos”, diz Moro, em resposta a Lula

Angelo Sfair

moro, sergio moro, bolsonaro, jair bolsonaro, lula, luiz inácio lula da silva, resposta, canalha

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou neste sábado (9) que Luiz Inácio Lula da Silva merece ser ignorado. Sem citar nominalmente o ex-presidente, o ex-juiz se manifestou em uma rede social após ser chamado de “canalha” pelo petista.

Lula falou à militância neste sábado (9), no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP). Durante o discurso, o político fez duras críticas à Lava Jato, ao ex-juiz Moro e ao procurador da República Deltan Dallangnol, a quem chamou de “algozes”.

“Aos que me pedem respostas a ofensas, esclareço: não respondo a criminosos, presos ou soltos. Algumas pessoas só merecem ser ignoradas”, tuitou Moro.

LULA CRITICOU MORO, DALLAGNOL E BOLSONARO

No discurso aos militantes no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), Lula disse que se entregou à Polícia Federal porque tinha consciência de que seus “algozes” estavam mentindo.

“Eu precisava provar que Moro era um canalha”, disparou.

Além disso, Lula não poupou críticas a Jair Bolsonaro (PSL), a quem se referiu como “miliciano”.

“Bolsonaro foi eleito para governar para o povo, e não para os milicianos do Rio de Janeiro”, afirmou. “É necessário uma perícia séria para que a gente saiba, definitivamente, quem matou a nossa guerreira Marielle Franco”, completou.

Ao aumentar o tom das críticas, o ex-presidente vinculou Jair Bolsonaro à milícia em outros momentos do discurso. Além disso, fez críticas à política econômica do atual governo e do ministro Paulo Guedes. De acordo com o petista, Bolsonaro só elegeu-se presidente graças à atuação de Moro e às fake news contra Fernando Haddad.

Previous ArticleNext Article