Moro solicita viaturas da PF para escoltar Lula para depoimento

Cristina Seciuk - CBN Curitiba


Em ofício desta quarta-feira (27), o juiz federal Sérgio Moro determinou que a Polícia Federal tome providências para escoltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva até a sede da Justiça Federal no dia 11 de setembro. Para a data está marcada audiência relacionada ao processo que investiga a posse do sítio de Atibaia.

> Acusado de coação, MPF afirma que depoimento no Sítio de Atibaia foi legal

Se antes dessa data não houver decisão pela soltura de Lula, será a primeira vez em que o ex-presidente deixará a sala da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba na qual está detido. Lula está custodiado no local desde 7 de abril, quando ele se entregou em São Paulo e foi trazido para Curitiba para começar a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão a que foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

Desde sua prisão, Lula apareceu ao público uma vez, quando prestou depoimento, por videoconferência, como testemunha de defesa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB). Na ocasião ele foi ouvido pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato naquele estado, em ação que apura suposta compra de votos para a Olimpíada do Rio, realizada em 2016.

De acordo com as acusações do Ministério Público Federal, Lula teria recebido propina proveniente de seis contratos firmados entre a Petrobras e a Odebrecht e a OAS. A vantagem indevida teria sido repassada por meio de reformas realizadas no sítio de Atibaia, no valor de pouco mais de R$ 1 milhão. As acusações sempre foram negadas pela defesa do ex-presidente.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="532914" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]