“Moro, você é pequeno”, diz Lindbergh, em ato pró-Lula

Roger Pereira


Centenas de manifestantes reúnem-se, na noite desta segunda-feira em frente à Superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso, desde a noite do último sábado. Em discurso, aos militantes, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) desafiou o juiz Sergio Moro, e comparou Lula ao ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela.

“Alguém sabe o nome do juiz que mandou prender o Mandela? Não, assim como ninguém lembrará quem é Sergio Moro. Moro, você é pequeno”, declarou Lindbergh.

O senador afirmou que Lula não descumpriu a lei ao não se apresentar à Polícia Federal, em Curitiba, até às 17h da última sexta-feira, como determinou Moro em seu despacho autorizando a prisão do ex-presidente. “Lula não descumpriu ordem judicial nenhuma. Era obrigação da polícia ir lá buscá-lo. Ele estava na casa dele, no sindicato dos metalúrgicos. Fez ali uma resistência histórica. A polícia teve que buscar ele no meio dos milhares de trabalhadores”, disse. “Moro queria os holofotes para ele, mas a imagem histórica é a de Lula sendo carregado pelos braços do povo”, disse.

Para Lindbergh, Sérgio Moro sabe que agiu fora da Lei. “O presidente tinha recursos e ele passou por cima de tudo isso. Moro, você é um covarde, fantoche da Rede Globo”, acrescentou.

O petista ainda comparou o crime pelo qual Lula foi condenado às suspeitas que pairam sobre alguns de seus adversários políticos. “Que país é esse onde Aécio Neves, cujo primo foi pego com malas de dinheiro, segue livre e no Senado? Que país é esse cujo assessor do presidente foi pego correndo com malas de dinheiro e Temer segue na presidência? E querem pegar o Lula por causa de um apartamento que nunca foi dele?”.

Para o senador, a prisão de Lula é uma atitude desesperada da direita para tirar o ex-presidente da corrida eleitoral. “É que o golpe deu errado na cabeça deles. Acharam que iam tirar a Dilma, fazer campanha contra o Lula e eleger um tucano em 2018. Mas deu errado. Lula só subiu nas pesquisas, mesmo condenado. Então, eles viram que só tinha um jeito: prender o Lula. Mas hoje saiu uma pesquisa que mostra que mesmo com Lula preso, o lulismo cresce no Brasil”, concluiu.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal