Movimentos pró-Lula mantêm atos para 3 de maio em Curitiba

Roger Pereira


Os movimentos sociais que se mobilizaram para um ato em desagravo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mantiveram a programação de atos no dia 3 de maio, data para a qual está previsto o depoimento de Lula ao juiz federal Sérgio Moro em uma das ações que ele responde na Lava Jato. A orientação é ignorar os pedidos da Polícia Federal e da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Paraná para que o depoimento seja adiado em uma semana e manter toda a programação prevista para a próxima quarta-feira, com a vinda de caravanas de diversos estados do país para acompanhar o depoimento de Lula.

Na linha de frente da mobilização, o ex-ministro Gilberto Carvalho, disse que o movimento decidiu ignorar as informações de que o depoimento poderá ser desmarcado. “A nossa decisão é não levar a sério, essa tentativa malandra que foi feita ontem de nos desmobilizar. Eles sabem perfeitamente que, no Brasil todo, se organizam caravanas e que vai ser grande a mobilização em Curitiba. Por isso essa manobra diversionista de nos fazer cancelar o ato. Não cancelaremos o ato até porque não acreditamos que o juiz Moro vai mudar a data deste depoimento”, disse.

O ex-ministro informou ter pedido audiência com o secretário de Segurança Pública do Paraná Wagner Mesquita, e com o superintendente da Polícia Federal no Paraná, Rosalvo Ferreira Franco para tranquilizá-los. “Para dizer que não faz sentido esse medo. Nós não somos promotores da violência. Quem vem para Curitiba não é um bando de doido. É gente que dedica sua vida a defender os direitos dos mais pobres, são aliados do povo de Curitiba. Além disso, mostraremos que nossos movimentos não são violentos, são vítima de violência”, disse.

Vinda de Lula

A Frente Brasil Popular tenta ainda convencer o ex-presidente Lula a vir a Curitiba mesmo que o depoimento seja desmarcado. Carvalho, no entanto, não cogita a hipótese. “Lula foi claro: ele está doido para vir, doido para encontrar o Moro e acabar com toda essa fantasia. Quem marca o dia é o Moro e o dia está marcado. Esperamos que ele mantenha de fato esse dia”.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal