Política
Compartilhar

MP vai tentar driblar Gilmar Mendes em recurso contra soltura de Beto Richa

O Ministério Público do Paraná informou que impetrará nesta terça-feira recursos contra a decisão do ministro do Supremo..

Roger Pereira - 18 de setembro de 2018, 16:26

Fran
Fran

O Ministério Público do Paraná informou que impetrará nesta terça-feira recursos contra a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes que liberou, na última sexta-feira, o ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), preso no dia 11 na Operação Rádio Patrulha, que apura cobrança de propina e direcionamento da licitação das Patrulhas do Campo, aluguel de equipamentos e veículos para a manutenção de estradas rurais.

O coordenador do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado, Leonir Batisti, responsável pela operação, revelou que além do recurso de praxe à decisão de Mendes, que liberou Richa numa petição da defesa do ex-governador diretamente no processo que proibiu a condução coercitiva, do qual é relato no Supremo, os procuradores estudam outras possibilidades de recurso para que tais reclamações não caiam diretamente na mão do ministro que soltou o ex-governador.

O recurso deverá ser assinado até o final do dia, pelo procurador-geral (Ivonei Sfoggia), além dos promotores e procuradores que atuam nos recursos especiais do Ministério Público. Não temos a definição exata, mas tem os recursos previstos no regimento do STF, que são os agravos. O recurso de agravo vai ao mesmo ministro relator, mas estamos pensando em outros recursos que podem ser distribuídos para outros ministros, por sorteio”, afirmou.