Política
Compartilhar

Mulheres convocam atos contra Bolsonaro em cidades do Paraná

Após a campanha batizada de #EleNão repercutir nas redes sociais, mulheres organizam atos em todo o país, no próximo sáb..

Francielly Azevedo - 26 de setembro de 2018, 23:34

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Após a campanha batizada de #EleNão repercutir nas redes sociais, mulheres organizam atos em todo o país, no próximo sábado (29), contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL). No Paraná, manifestações estão agendadas em várias cidades.

Em Curitiba, o protesto está marcado para ter início às 16h, na Boca Maldita, no centro da capital. Até a publicação desta reportagem, um evento no Facebook convocando as mulheres tinha cerca 10 mil confirmações e mais de 17 mil pessoas interessadas. Em outro evento, as organizadoras descrevem o ato como uma "manifestação pacífica, com o principal objetivo de mostrar que facistas, racistas, homofóbicos, e afins não passarão", diz na descrição.

Em Maringá, o ato será na Praça Deputado Renato Celidonio. O evento no Facebook tem mais de três mil confirmações.

Em Londrina, a manifestação é organizada pelo "Grupo 8M". A concentração será no sábado a partir das 10h, no Calçadão de Londrina. Está prevista uma caminhada. Cerca de duas mil pessoas estão confirmadas no Facebook.

Em Guarapuava a concentração será na Praça 9 de Dezembro, no Centro, a partir das 13h. Duas mil pessoas são esperadas.

Em Foz do Iguaçu o ponto de encontro é o Zoológico Bosque Guarani. A partir das 10h de sábado.

Em Cascavel mulheres e o movimento LGBT marcam o ato em frente à Catedral da cidade, a partir das 9h.