STJ determina que Greca seja julgado novamente

Metro Jornal Curitiba

Greca é acusado de improbidade administrativa por irregularidades na construção do Hospital e Maternidade do Bairro Novo, em 1997, quando ele era prefeito.
Greca - alta hospitalar - cirurgia - hérnia no abdômen - Curitiba

O ministro Benedito Gonçalves, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), acolheu um pedido do MP-PR (Ministério Público do Paraná) e determinou que o TJ-PR (Tribunal
de Justiça do Paraná) reavalie um processo o prefeito Rafael Greca (PMN).

Greca é acusado de improbidade administrativa. O problema seria a construção do Hospital e Maternidade do Bairro Novo feita sem licitação em 1997, quando ele era prefeito.

O caso foi julgado pela 1ª vez no TJ em 2005, com Greca sendo punido com a perda da função pública e suspensão dos direitos políticos por 5 anos. Em 2012, no entanto,
aquela decisão foi revertida, com a aplicação de uma multa de R$ 5 mil. Foi desta decisão, tomada há seis anos, que o MP recorreu agora.

A defesa diz que ainda cabe recurso no próprio STJ. Sobre a construção, Greca afirmou que “faria tudo de novo”.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="511459" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]